Comandante do Exército continua ‘demarcando território’ – Dessa vez a reunião foi com o petista Haddad

O comandante do Exécito, general Eduardo Villas Bôas, reuniu-se nesta quarta-feira com o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad, visto como Plano B do PT, a ser lançado após a provável impugnação da candidatura presidencial de Lula.
Na véspera, Villas Bôas recepcionara em seu gabinete o presidenciável Ciro Gomes (PDT), que chama Michel Temer de “escroque”. A desenvoltura política do general provoca desconforto no Palácio do Planalto.
pretexto de debater o teor de um documento que o Exército elabora sobre temas como Defesa, segurança e orçamento militar, Villas Bôas já recebeu nove candidatos: Alvaro Dias (Podemos), Rodrigo Maia (DEM), Jair Bolsonaro (PSL), Henrique Meirelles (MDB), Paulo Rabello de Castro (PSC), Marina Silva (Rede), Aldo Rebelo (SD), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT). Com Haddad, estepe de Lula e coordenador do programa do PT, a lista pluripartidária de de interlocutores do general subiu para dez. Os operadores de Temer evitam comentar em público a movimentação de Villas Bôas. Em privado, um dos auxiliares do presidente classifica os encontros de “desnecessários”. Não critica o o desejo do general de compartilhar com os presidenciáveis suas apreensões e ideias para as áreas de defesa e segurança. Mas avalia que a coreografia das reuniões poderia ser substituída pelo envio aos candidatos do estudo que o Exército elabora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s