Robôs formam maioria dos seguidores de presidenciáveis

Um levantamento do instituto InternetLab mostra como a web poderá ser usada de maneira a favorecer uma candidatura nestas eleições. Dos 410 mil seguidores do pré-candidato à presidência da República Álvaro Dias (Podemos) no Twitter, mais de 260 mil são robôs usados para inflar avaliações positivas para Dias na rede social. Logo atrás vem o pré-candidato tucano, Geraldo Alckmin, com 45,8% de perfis falsos.

A lista com perfis falsos continua com Marina Silva, 36%, Jair Bolsonaro, 34%, Ciro Gomes, 32%, Rodrigo Maia, 30%, Flavio Rocha, 29%. A reportagem foi publicada pela Folha de S. Paulo nesta terça-feira (3).

O candidato com menor número de fakes é Guilherme Boulos (PSOL), com 14%, João Amoedo (Novo) tem 21%, Manuela D’Ávila e Lula 22%.

Segundoi o instituto, é comum que perfis falsos sigam os políticos, em razão da popularidade. Mas o caso do pré-candidato do Podemos é peculiar. Em determinado momento, mais de 95% dos novos usuários do senador eram formados por robôs.

Em resosta por meio de nota, a campanha do senadador Álvaro Dias afirmou desconhecer a presença de robôs entre os usuários da plataforma. “Medimos a quantidade e a qualidade das interações e do engajamento nas redes, o que nos diz muito mais do que o número de seguidores.”, encerrou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s