Partidos ganharam R$ 81 milhões com multas eleitorais

Exatamente isso, mesmo não votando, você está beneficiando os partidos políticos. Todas as multas que você paga, vão para os fundos partidários. Em 2016, os partidos ganharam R$ 81,2 milhões de reais.

Entre janeiro e setembro de 2016, os 35 partidos registrados junto à Justiça Eleitoral dividiram mais de R$ 81,2 milhões referentes a multas eleitorais no País.

No mesmo período, a União repassou mais de R$ 737,8 milhões ao Fundo Partidário.

A chefe de cartório Maria Alexandra Soares de Alckmin explica que nem todos os eleitores que se abstiveram no dia 2 de outubro – ou que pretendem se abster neste domingo – terão que pagar multa de R$ 3,51.

Os faltosos têm um prazo de 60 dias para justificar a ausência. “O eleitor que não votou deve preencher o requerimento de justificativa e anexar um documento que comprove a alegação, para serem analisados pelo juiz eleitoral”, explicou Alexandra, exemplificando com atestado médico e bilhete de passagem.

Gratuito, o requerimento está disponível no site do TRE e nas zonas eleitorais.

Para o vendedor Milton Esteves, de 60 anos, morador nos Campos Elíseos, a Justiça Eleitoral deveria dar mais publicidade ao destino dessas multas.

Arte / A Cidade“É brincadeira? Eu não sabia para onde ia o dinheiro da multa. Estou descrente dos políticos, mas, em vez de não ir votar, prefiro ir e anular o meu voto. Assim, não dou dinheiro para esses partidos”, declarou.

O trabalhador braçal Jonathan Henrique Neves de Paula, de 19 anos, morador do Ipiranga, pretende votar no domingo – quando ocorre o segundo turno das eleições – e não repassar dinheiro às siglas. “Pode ser pouco dinheiro, mas é o suficiente para uma passagem de ônibus. Eu prefiro escolher entre as opções do que anular ou votar em branco”, frisou.

Especialistas defendem participação

Para o consultor político Gildo Yamashiro, a divulgação do destino da multa não deve reverter a quantidade de ausências na urna. Ele acredita que o eleitor avalia o custo-benefício. “Obviamente, que ficar no sofá é uma atitude menos cidadã e menos consciente, mas revela o tamanho do descrédito politico. O eleitor prefere pagar a assumir uma atitude em que não acredita”, avalia. Para o advogado especialista em direito eleitoral Guilherme Paiva Correa da Silva, o eleitor deve votar por um “compromisso com a democracia” e não por causa da multa.

O que dizem os candidatos

Ricardo Silva (PDT)

“Vivemos um momento de crise política e econômica muito grande e a população precisa conhecer a fundo as duas propostas. Do nosso lado, discutimos a questão do Meio Ambiente, defendendo o nosso Aquífero Guarani, por meio de uma grande modernização do Daerp e preservação da área de recarga. Além disso, mostramos que temos um novo modelo de gestão, acabando com os cabides de emprego e com a troca de cargos por apoio político.

Duarte Nogueira (PSDB)

“Faço um apelo para que os eleitores de Ribeirão Preto que não foram votar ou que votaram branco e nulo participem do segundo turno. São dois candidatos. É mais fácil compará-los, escolher e depois cobrar e fiscalizar. Não votar é abrir mão de decidir sobre o futuro da nossa cidade e permitir que outros escolham por você. Temos agora uma oportunidade de mudança, de virar a página e isso só se faz votando. Só vamos melhorar o Brasil se a mudança começar pela cidade onde moramos.”

 

 

Apoio: Canário Caliari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s