Diante de 50 mil torcedores, Santa Cruz dá 1º passo de volta à série b

Quase 50 mil torcedores empurraram o Santa Cruz no estádio do Arruda na tarde deste domingo. E deu certo, pois o time venceu o Operário-PR por 1 a 0 na primeira partida das quartas de final do Campeonato Brasileiro Série C. O gol foi marcado por Vitor em cobrança de falta perfeita no fim da etapa inicial.

Com a vitória, o time coral pode empatar o segundo jogo, que mesmo assim avança à semifinal e garante o acesso à Série B. Como o gol fora de casa não é usado como critério de desempate, qualquer vitória do Operário por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. As equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 15 horas, no estádio Germano Kruger.

INÍCIO NERVOSO

A partida começou de forma nervosa. As equipes não conseguiam trocar muitos passes antes de o adversário roubar a bola ou ser obrigada a dar um chutão. Motivados pela torcida, que compareceu em peso e fez muito barulho, os jogadores do Santa Cruz se mostraram mais pilhados e apertaram a marcação, enquanto o Operário buscava manter a tranquilidade e segurar a pressão.

Depois dos cinco minutos iniciais, o Santa Cruz começou a se impor na partida. Jailson pela esquerda e Robinho pela direita eram os nomes do time coral, usando e abusando de habilidade e velocidade pelas laterais do campo.

SANTA CRUZ PASSA A DOMINAR

Aos seis minutos, Robinho dominou e inverteu o lance para Jailson, que sofreu falta na entrada da área. Na primeira boa oportunidade, porém, a bola ficou na barreira. Apesar de dominar o jogo e buscar constantemente o gol, o Santa Cruz só finalizou aos 29 minutos. William Maranhão avançou e tinha opção de passe, mas chutou de fora da área com muito perigo.

Na parte final do primeiro tempo, o Santa Cruz começou a ter oportunidades com bolas paradas. Aos 38, Arthur Rezende bateu no meio do gol, mas a bola quicou antes e fez com que o goleiro defendesse de manchete.

GOLAÇO EM BOLA PARADA

Aos 41, Jailson recebeu de costa para o adversário, mas dominou e girou muito rápido saindo em velocidade. Invadiu a área e chutou de esquerda cruzado, mas o goleiro caiu bem e fez a defesa. Aos 45, enfim o gol saiu. Em cobrança de falta pela esquerda, Vitor soltou uma pancada e acertou o ângulo, na lateral da rede, do lado do goleiro.

SEGUNDO TEMPO MAIS EQUILIBRADO

Logo no início do segundo tempo, o Operário mostrou que sua postura havia mudado. Aos três minutos, Cleyton puxou da direita para o meio e chutou da entrada da área, exigindo grande defesa do goleiro do Santa Cruz.

Arthur Rezende respondeu aos 16 minutos, com grande chute de fora da área, mas o goleiro estava bem posicionado e fez a defesa.

JOGO ABERTO

O jogo ficou mais aberto a partir daí e o Operário passou a dominar o jogo e se aproximar do gol. Aos 21 minutos, Lucas Batatinha aproveitou bate e rebate e chutou da entrada da área, mas o goleiro Ricardo defendeu com as pontas dos dedos.

Aos 33 minutos, o Operário perdeu grande oportunidade. Após cruzamento rasteiro na pequena área, a bola bateu no zagueiro do Santa Cruz e ficou livre para Erick. O jogador, de frente para o gol, chutou de esquerda para fora.

PRESSÃO NO FIM

As duas equipes continuaram ofensivas até o apito final, mas quem levou mais perigo foi o Santa Cruz. E no último lance, quase marcou. Após cruzamento, Jailson chegou chutando para o gol da entrada da área. O goleiro defendeu esquisito e deu rebote. Quando Leandro Costa ia empurrar para o gol, o zagueiro Sosa mandou para escanteio e o árbitro apitou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s