Marília Arraes denunciada por suposto crime de peculato

A vereadora e candidata a deputada federal pelo PT Marília Arraes foi denunciada por uma delegada de Polícia Civil, em Pernambuco, por suposto crime de peculato. Segundo a Folhapress, Marília manteve em seu gabinete quatro funcionárias fantasmas durante o mandato anterior. O inquérito teria sido encaminhado para o Ministério Público do Estado, segundo confirmação da delegada Patrícia Domingos. “A investigação corre em segredo de Justiça.”

Marília chamou atenção da grande mídia nos últimos meses, porque foi sacada da disputa pelo governo de Pernambuco após negociação entre o PT e o PSB local. O acordo para retirar a candidatura de Marília e favorecer a reeleição de Paulo Câmara também passou pela decisão do PSB em ficar neutro da corrida presidencial – ou seja, o partido não apoiou a candidatura de Fernando Haddad oficialmente, mas também não correu para a raia de Ciro Gomes (PDT). Dessa forma, o PSB ficou livre para fazer arranjos regionais – como apoiar Geraldo Alckmin em São Paulo, por causa do vice-governador Márcio França.

Segundo a Folhapress, a delegada indiciou também por peculato, mas em inquérito diferente, o ex-presidente do PSB em Pernambuco Milton Coelho. “Ele foi vice-prefeito do Recife na gestão de João da Costa (PT) e secretário de Administração no governo Paulo Câmara. O indiciamento ocorreu, conforme a investigação, em razão da contratação de três funcionários fantasmas.”

Base: GGN/Luis Nassif
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s