GM inicia plano de demissão voluntária nos Estados Unidos; cortes são esperados para 2019

O programa visa 18 mil funcionários da empresa com mais de 12 anos de experiência, declarou a porta voz da empresa Pat Morrissey

A GM anunciou nesta quarta-feira (31) o lançamento de um plano de demissão voluntária nos Estados Unidos para 18 mil empregados. A tendência é de que caso a meta de funcionários que aceitem a rescisão seja abaixo do esperado, a companhia realize cortes no início de 2019. A medida vem depois da GM anunciar lucros no terceiro trimestre

O programa visa 18 mil funcionários da empresa com mais de 12 anos de experiência, declarou a porta voz da empresa Pat Morrissey. Ela ainda declarou que a GM não estabeleceu meta de quantos funcionários eles gostariam que aceitasse o plano, mas que nestes casos a adesão é baixa. Dependendo de quantos funcionários aceitarem, “a GM pode reavaliar o plano de demissão não voluntária”, disse Morrissey.

A empresa já havia declarado anteriormente plano de cortar cerca de US$ 6,5 bilhões em custos para 2018. Apesar do plano ter sido lançado neste ano, os efeitos dele só começarão em 2019.

Apesar das notícias, a GM afirma que tem planos de continuar contratando contingente, especialmente nas áreas de engenharia e tecnologia para o desenvolvimento de carros autônomos e elétricos. A companhia afirma que 40% de seus 67 mil empregados globais foram contratados nos últimos cinco anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s