Campanha de Haddad foi 20 vezes mais cara que a de Bolsonaro, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou a prestação de contas da campanha presidencial de 2018:

FERNANDO HADDAD: Recursos Recebidos: R$ 32.783.181,36 / Despesas Contratadas: R$ 37.139.413,69

Débito: ▼ R$ -4.356.232,33 ▼

JAIR BOLSONARO: Recursos Arrecadados: R$ 4.150.097,17 / Despesas Contratadas: R$ 2.452.212,91

Crédito (sobra): ▲ R$ 1.697.884,26 ▲

Os recursos do PSL, partido de Bolsonaro, vieram de doações espontâneas.

A pequena fatia do Fundo Partidário foi destinada apenas para as campanhas dos candidatos estaduais.

Já o PT, foi agraciado com uma pequena fortuna do Fundo Partidário (dinheiro público dos pagadores de impostos) e torrou tudo […] o partido ficou devendo mais de 4 milhões e agora pede doações para sua militância.

A pergunta que não quer calar:

“Um partido que não sabe administrar a própria campanha, pode administrar uma nação? É óbvio que não”, questiona o PSL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s