EUA e China se reúnem em busca de saída para tensões bilaterais

O governo americano recebe nesta sexta-feira (9) dois funcionários chineses de alto escalão para uma reunião sobre as disputas comerciais e militares, três semanas antes do encontro entre os presidentes de ambos os países.

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, e o da Defesa, Jim Mattis, devem se reunir em Washington com seus colegas chineses Yang Jiechi e Wei Fenghe, respectivamente, antes de darem uma entrevista coletiva no Departamento de Estado ao meio-dia (hora local).

Esta segunda reunião de “diálogo diplomático e segurança” é parte da reativação das relações entre Estados Unidos e China decidida pelos presidentes Donald Trump e Xi Jingping.

Desde a cúpula celebrada entre os dois presidentes em abril de 2017 em Mar-a-Lago, na Flórida, na qual Trump assegurou ter “construído uma amizade” com Xi, a linguagem mudou drasticamente.

Em um discurso digno – segundo alguns observadores – de uma nova Guerra Fria, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, acusou Pequim, no início de outubro, de roubo de tecnologias sensíveis, de expansionismo diplomático e militar, de ataques em massa contra as liberdades civis e minorias religiosas e até de interferência nas eleições para tirar Trump da Casa Branca.

Pouco depois, Pompeo teve uma fria recepção na capital chinesa, e as conversas desta sexta-feira, originalmente programadas para outubro na China, haviam sido adiadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s