Colapso na Venezuela acentua poluição ambiental

Além da escassez de alimentos e da emigração em massa, o colapso da Venezuela tem provocado sérios problemas também para o meio ambiente: vazamentos de petróleo pela estatal PDVSA se tornaram recorrentes.

Embora a companhia tenha deixado de publicar dados sobre os incidentes em 2016 — quando a ocorrência já era quatro vezes superior à de 1999 —, evidências de que o problema se intensificou são abundantes, segundo ambientalistas.

Na faixa petrolífera de Orinoco, que fica sobre a maior reserva da commodity no mundo, a área de proteção ao redor dos tanques transborda com petróleo vazado.

Situações como essas se tornaram comuns, uma consequência da deterioração da infraestrutura da PDVSA, após anos de negligência e escândalos de corrupção.

A produção de petróleo da Venezuelaestá no menor nível desde os anos 1940.

Não há estimativas precisas sobre quanto seria necessário para recuperar a infraestrutura petrolífera venezuelana mas especialistas concordam que seria muito mais que os US$ 22 bilhões obtidos pelo país em 2017 com a venda de petróleo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s