Cerca de 400 médicos cubanos ficaram no Brasil sem avisar o governo

Desde o fim da parceria entre o governo brasileiro com o programa Mais Médicos, aproximadamente seis mil médicos cubanos voltaram para o país de origem. Apesar disso, em torno de 400 médicos ficaram no Brasil sem avisar o governo cubano. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

Os números são da Organização Pan-Americana de Saúde da Organização Mundial de Saúde (Opas/OMS). A organização diz que muito dos que permaneceram sem autorização estão doentes e que, por essa razão, vão retornar a Cuba em breve.

A publicação ainda afirma que quase 2 mil cubanos ficaram no Brasil por serem casados com cidadãos brasileiros e que receberam a autorização do governo cubano para continuar no país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s