Onze dicas para um envelhecimento saudável

Até 2050, espera-se que a população da terceira idade aumente e chegue a 2,02 bilhões. Segundo estudos de empresas de pesquisa especializadas no monitoramento da população idosa ao redor do mundo. A partir disso a especialista em cuidados na terceira idade Melina Primo sócia-proprietária da Home Angels – Vila Andrade, elenca algumas dicas e sugestões para chegar aos 100 anos com saúde e cuidados essenciais que aumentam a longevidade dos idosos.

Sabe aquela história de que tudo o que consumimos reflete diretamente na nossa saúde? Pois bem, isso é verdade. Manter hábitos alimentares equilibrados na juventude é um fator essencial para chegar à terceira idade com muito mais vigor, energia e livre de algumas doenças como diabetes, hipertensão e colesterol alto.

Mas não é apenas com a alimentação que é necessária cautela. Ter um estilo de vida saudável todos os dias é imprescindível para conseguir chegar aos 100 anos com saúde física e mental e de bem com o seu corpo.

A primeira medida a ser tomada é em relação aos exames de rotinas. Muitos deixam de realizá-los anualmente. Porém, alguns exames devem fazer presença marcada durante toda a vida do homem e da mulher como o exame de glicemia, hemograma, triglicerídeos, colesterol total e exame de urina, já que ajudam a identificar se está tudo em ordem com o seu organismo.

Aliás, o famoso check-up anual é ainda mais importante quando o indivíduo passa dos 40 anos, pois nessa faixa etária são maiores os riscos de desenvolver doenças que apresentam poucos sintomas e que só são diagnosticadas quando estão em estágio muito avançado.

Certamente, a receita para envelhecer com saúde está refletida nas escolhas feitas ao longo dos anos. Por isso, quanto mais cedo os bons hábitos forem adquiridos, maiores são as chances de chegar à maturidade com saúde. Confira atitudes para envelhecer bem:

1) Pratique atividades físicas: não é só benefícios à silhueta que os exercícios trazem. As atividades ajudam a prevenir doenças da terceira idade como osteoporose, problemas cardíacos e, por causa dos níveis de serotonina que se elevam durante a prática, uma substância que melhora o humor, ajudam a prevenir a depressão.

2) Exercite o seu cérebro: todo mundo sabe que uma boa leitura promove relaxamento e ajuda a estimular o raciocínio.

3) Durma corretamente: dormir pouco todos os dias pode envelhecer o cérebro, pois acelera a velocidade do declínio cognitivo, além de afetar no raciocínio. Aliás, a privação do sono pode ainda atrapalhar a concentração.

4) Aumente a ingestão de água: a água é o nutriente mais abundante no corpo, sendo que ela desempenha papeis fundamentais no nosso corpo.

5) Evite o tabagismo e a ingestão demasiada de bebidas alcoólicas: o álcool etílico diminui a quantidade de vitamina A no organismo, agravando no aparecimento de rugas e linhas de expressão. Já o cigarro reduz o fluxo sanguíneo afetando na oxigenação dos tecidos da pele.

6) Faça passeios regularmente durante o dia: permanecer ao ar livre pelo menos 15 min diários. A Vitamina D, advinda do sol, ajuda a fixação do cálcio, melhora o ânimo.

7) Acompanhamento Terapêutico: é um trabalho clínico que visa promover a autonomia e a reinserção social, bem como uma melhora na organização subjetiva do paciente, por meio da ampliação da circulação e da apropriação de espaços públicos e privados. O AT é indicado para aqueles que se encontram em uma situação de sofrimento psíquico intenso, por vezes em condição de isolamento e com grandes dificuldades para conduzir sua vida e seus projetos.

8) Fisioterapia: a propensão a adquirirem algumas patologias que ocorrem com o passar dos anos aumenta, tais como osteoporose (enfraquecimento dos ossos), artroses (degeneração articular), incontinência urinária, diabetes, hipertensão arterial; o que pode ocasionar problemas de coração e AVC (Acidente Vascular Cerebral, mais conhecido como “derrame”). Por isso, a fisioterapia atua tanto na prevenção quanto na recuperação destas patologias.

9) Fonoaudiologia: o início efetivo do envelhecimento vocal, no entanto, varia de acordo com cada pessoa e suas características. O acompanhamento de um profissional nessa fase da vida pode evitar ou reverter muitos desses distúrbios e problemas, promovendo bem-estar e qualidade de vida mais efetivos para a vida da pessoa.

10) Terapia Ocupacional: terapeutas que avaliam os componentes do sistema motor e cognitivo, para que se consiga identificar as dificuldades e traçar um plano de tratamento adequado. Estes cuidados visam aumentar e manter o sistema motor e a atividade cognitiva fortalecida.

11) Cuidadores de Idosos: são profissionais capacitados para atender às necessidades dele em sua própria residência, sem privá-lo do ambiente familiar e da sua rotina diária.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s