MBL vai à PGR pedir punição para Gleisi

O Movimento Brasil Livre (MBL) entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Gleisi Hoffmann, presidente do PT, pela presença da deputada na posse do presidente venezuelano Nicolás Maduro na última semana. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

O MBL se apoia no Artigo 8 da Lei de Segurança Nacional, que diz que é crime “entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil”.

De acordo com a publicação, o grupo ainda afirma, através do advogado Rubinho Nunes, que a postura de Gleisi e as crítica ao Grupo de Lima acentuam a hostilidade de Nicolás Maduro ao governo brasileiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s