O cerco se fecha contra Maduro

Representante militar da Venezuela nos EUA rompe com Nicolás Maduro, diz agência

Adido militar do governo venezuelano nos EUA diz, de dentro da embaixada, que apoia Juan Guaidó como chefe de governo interino

Um adido militar da Venezuela nos Estados Unidos rompeu com o governo de Nicolás Maduro neste sábado (26). O coronel Jose Luis Silva, que integra a delegação venezuelana nos EUA, afirmou que apoia Juan Guaidó como presidente interino. A informação é da agência Reuters.

O rompimento com Maduro foi anunciado de dentro da embaixada da Venezuela em Washington. De lá, ele pediu eleições “livres e justas”, em meio a uma crise na Presidência venezuelana.

O coronel Silva, portanto, rompe também com o Ministério da Defesa e a alta cúpula militar da Venezuela, que reiteraram apoio a Maduro durante discurso na sexta-feira.

O adido nos EUA, por outro lado, se une a um grupo de militares que se amotinaram em um bairro de Caracas na segunda-feira e gravaram um vídeo contra o governo chavista.

A Casa Branca elogiou a decisão do coronel através de uma mensagem publicada no Twitter pelo porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Garrett Marquis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s