Brumadinho, Flamengo e Boate Kiss, até quando?

O Globo descobriu um detalhe em comum entre dois incêndios: CT do Flamengo e Boate Kiss.

Em 2013, incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, matou 242 pessoas; 700 ficaram feridos.

Detalhe: comum é poliuterano.

O tipo de material utilizado na construção do alojamento da divisão de base do Ninho do Urubu pode ter acelerado a propagação do incêndio que matou dez atletas e deixou outros três feridos na madrugada de sexta-feira. Os primeiros levantamentos da perícia revelaram que pelo menos um dos corpos carbonizados tinha odor forte de solvente que pode indicar a presença de material altamente inflamável no alojamento onde estavam os jovens. De acordo com o RJTV, fontes relataram que encontraram espuma no local do incêndio.

Segundo o site da empresa NHJ do Brasil, fabricante dos contêineres utilizados no CT, os módulos habitáveis são compostos por painéis termo-acústicos preenchidos com poliuretano (espuma) revestidos dos dois lados e chapas de aço formando um sanduíche.

O que há mesmo em comum entre essas tragédias – incluindo Brumadinho – é o “Brasil do Quero Que de Foda”.

Já sabemos que a tragédia de Brumadinho poderia ter sido evitada.

O Brasil da falta de responsabilidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s