O cerco se fecha contra Luciano Bivar

Dono de gráfica devolveu R$ 30 mil de verba pública a Luciano Bivar, presidente do PSL

Em gravação, empresário admite ter participado do esquema laranja do PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro à Presidência, devolvendo recursos de campanha com emissão de notas frias para prestação de contas

Reportagem de Thais Arbex e João Valadares, na edição desta terça-feira (26) da Folha de S.Paulo, revela gravações de um empresário que admitiu ter participado do esquema laranja do PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro à Presidência, devolvendo recursos de campanha com emissão de notas frias para prestação de contas.

Luiz Claudio Cordeiro Palhares Junior, dono da Collossu’s Empreendimentos, uma gráfica localizada no município de Abreu e Lima (PE) relatou na gravação que, a pedido de um ex-vereador aliado de Bivar, ele rodou R$ 8.000 em materiais gráficos, mas emitiu nota no valor “de R$ 38 mil para ele pegar os R$ 30 mil”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s