Guaidó articula greve geral na Venezuela

Guaidó quer articular greve do setor público; Maduro diz que vai derrotar ‘minoria enlouquecida’

Se conseguir adesão, oposicionista pode atingir importante base de apoio de Nicolás Maduro, que falou pela primeira vez após o retorno do autoproclamado presidente interino à Venezuela.

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, afirmou nesta terça-feira (5) que estava conversando com sindicatos para convocar uma greve de funcionários públicos, na tentativa de paralisar o setor estatal, aumentando a pressão sobre Nicolás Maduro ao tentar atingir uma de suas mais importantes bases de apoio.

O chavista, por sua vez, falou em público pela primeira vez após o retorno do presidente interino autoproclamado à Venezuela, nesta segunda, e não citou Guaidó diretamente, mas disse que derrotaria os oposicionistas.

“Enquanto uma minoria enlouquecida continua com seu ódio, em sua amargura, nem prestamos atenção, compatriotas”, discursou.”Que siga a minoria enlouquecida em sua amargura. Vamos derrotá-los, tenham certeza absoluta. Por Chávez, o faremos. Pela grande história da pátria, o faremos”, afirmou num ato que lembrou os seis anos da morte de Hugo Chávez.

As greves que Guaidó tenta articular buscariam aproveitar o momento da oposição, impulsionado pela sua volta a Caracas, depois que ele desrespeitou a proibição de viagem para fazer um giro por países vizinhos em busca de apoio para sua campanha pela deposição de Maduro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s