Brasil e EUA chegam a acordo sobre base de Alcântara

Após quase duas décadas de negociações, Brasil e Estados Unidos fecharam um acordo sobre salvaguardas tecnológicas que permitem uso comercial de base no Maranhão.

Na semana passada, Brasil e Estados Unidos concluíram as negociações do novo Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), que permite o uso comercial da base de Alcântara, no Maranhão.

Nos anos 2000, as negociações com os EUA não prosperaram, mas desde 2018 os debates deslancharam.

O embaixador do Brasil nos EUA, Sérgio Amaral, disse que o texto do acordo passou por inúmeras mudanças. Segundo o Estadão, ele acrescentou:

“Essa negociação encerra quase 20 anos em que estamos tentando lançar da base de Alcântara mísseis de maior capacidade, de maior porte e que podem ser utilizados no uso comercial sobretudo de lançamento de satélite.”

Segundo ele, a “ingerência americana no Brasil” foi reduzida e as críticas levantadas em 2000 pelo Congresso devidamente solucionadas.

O embaixador afirma que a parceria deixa o Brasil mais forte no debate sobre a cooperação espacial e colabora com a pretensão de lançar projéteis de maior porte, que podem ser utilizados, inclusive, no uso comercial de lançamento de satélites, registra o Poder 360.

É provável que os governos brasileiro e americano assinem o acordo no próximo dia 19, quando Jair Bolsonaro se encontrará com Donald Trump, em Washington.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s