PF investiga propina milionária para anular multas tributárias

Um grupo criminoso que realizava cancelamentos indevidos de autuações de tributos federais, lavagem de dinheiro e evasão de divisas se tornou alvo da Polícia Federal.

Agentes da Polícia Federal (PF) foram às ruas de São Paulo, Rio de Janeiro Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais nesta terça-feira (12) para cumprir um mandado de prisão temporária e 23 de busca e apreensão.

Investigadores informam que um empresário responsável pela administração de uma conta bancária em nome de empresa fantasma ligada ao esquema teria recebido mais de R$ 39 milhões em propina, registra o Metrópoles.

O valor teria sido pago para viabilizar o cancelamento pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais de uma multa da Receita Federal no valor de R$ 161 milhões.

PF encontrou indícios de que uma parte do valor foi mandado para o exterior de forma fraudulenta e outra parte teria sido dividida entre integrantes do grupo investigado.

Os envolvidos no esquema responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s