O que o Instagram sabe sobre você? Cuidado!

O que o Instagram sabe sobre você e como é possível se proteger

Rede social pode armazenar dados de imagens produzidas fora do aplicativo e até mesmo atividade no navegador do celular

São mais de um bilhão de usuários ativos espalhados pelo mundo, segundo dados do próprio Instagram divulgados no segundo semestre de 2018. Diariamente, uma avalanche de fotos, vídeos, stories e, agora, áudios. A rede social surgiu em 2011 como um aplicativo que cobria fotografias com filtros divertidos. Hoje, foi além e funciona como espaço de e-commerce e de hospedagem para canal de vídeos de instagrammers. Todo mundo sabe como postar uma imagem ou um story, mas você sabe que quais dados de você essa plataforma detém?
A resposta é: quase todo conteúdo produzido pelo usuário, até mesmo fora do Instagram. A cópia da fotografia ou do vídeo em jpeg ou mp4, vale dizer, não são armazenados. Mas a empresa coleta os “metadados”, que são as informações relacionadas aos arquivos, como data, horário e localização em que a câmera é acionada. Ou seja, mesmo que você não publique um post, a empresa guardará metadados, bastando apenas produzir imagens, seja na câmara do celular ou no Instagram.
O Instagram também produz uma espécie de relatório de atividade: a rede social sabe quanto tempo por dia o usuário fica ativo e o tipo de conteúdo que mais lhe agrada, de cuja análise surgem recomendações de perfis bem próximos àquilo que é realmente preferência. Também são armazenados número de likes, em quais perfis e páginas as curtidas ocorrem e a cópia dos comentários escritos.

Ao ter acesso à localização do usuário, o aplicativo começa a fazer uma análise de comportamento. A partir daí, se você usa o navegador do celular para entrar em sites e autoriza o armazenamento de cookies naquele famigerado pop-up, o acesso à vida online do internauta é ainda mais devassado, explica a diretora administrativa da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e professora do Instituto de Informática da UFRGS, Renata Galante.

— Os cookies são arquivos que armazenam todos os movimentos de navegação do usuário. Todo nosso histórico fica registrado ali. Uma vez autorizada a ação dos cookies, qualquer aplicativo tem acesso a esse arquivo e as atitudes do internauta ficam ainda mais explícitas para as redes sociais — diz Renata.

As empresas que estabelecem parceria com a rede social podem baixar somente os posts públicos, a frequência de acesso e dados sobre os likes. Entretanto, isso é feito sem que o usuário seja identificado – ou seja, os dados são coletados em massa. A professora destaca ainda que, apesar de todas as possibilidades que o Instagram parece dispor para conhecer bem seu usuário, a plataforma apresenta uma política de privacidade rigorosa.

— As companhias parceiras do Instagram coletam dados de acordo com as regras estabelecidas pela política de privacidade e o contrato fechado — afirma a diretora administrativa da SBC.

Para se proteger

Escolha uma boa senha

Essa dica serve para qualquer site ou plataforma na qual o internauta tenha perfil. Senhas fáceis de adivinhar são uma das formas mais comuns que criminosos usam para invadir contas. Evite usar números e letras sequenciais, data de nascimento ou nomes de filhos, netos e amigos próximos. Evite também ter numa mesma senha para todos os seus logins.

Restrinja o acesso

Para que suas informações estejam um pouco mais protegidas, uma das primeiras atitudes é deixar a conta privada. Já que a plataforma só libera informações de contas públicas.

Atualize o aplicativo

Mantenha as atualizações do aplicativo sempre em dia, porque, quando há uma falha de segurança, elas são feitas por meio das renovações na plataforma.

Segurança dobrada

Ative a autentificarão de dois fatores. Ela é uma medida adicional de segurança, com ela o usuário é obrigado a confirmar a veracidade daquelas informações de login por duas formas: pela senha e por outro SMS ou e-mail. Assim sempre que o login for realizado a partir de um dispositivo nunca antes usado, você será redirecionado a confirmar aquela ação através código de segurança.

1. Acesse o botão de engrenagem ou clique nas três linhas no canto superior direito, em seguida clique em Configurações.

2. Em Privacidade e Segurança, clique em Autenticação de Dois Fatores.

3. Em seguida ative a guia Exigir Código de Segurança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s