Confirmado mais um superfaturamento do PT

Agora é oficial. A administração petista do ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho superfaturou as obras da construção do piscinão do Paço Municipal da cidade em R$ 101 milhões. É o que acaba de concluir relatório do Tribunal de Contas da União (TCU).

O Centro Seco, como é conhecido o projeto do piscinão, foi feito para acabar com as enchentes no centro da cidade. Segundo o relator do caso no TCU, Weder de Oliveira, dos R$ 101 milhões superfaturados, R$ 90 milhões já haviam sido liberados pelo Ministério das Cidades, por meio da Caixa Econômica Federal, na gestão petista. Apesar de liberados, os recursos não foram aplicados na obra, pois ela, iniciada em 2013, foi paralisada em dezembro de 2016.

Lula
A obra estava sob responsabilidade da OAS, mesma empreiteira acusada de dar um tríplex no Guarujá para o ex-presidente Lula, razão da sua prisão em Curitiba. Segundo reportagem publicada por ISTOÉ em junho de 2018, Lula pediu ao presidente da OAS, Léo Pinheiro, que fizesse projeto para a construção do piscinão e que o apresentasse a Marinho.
Recursos
Marinho encampou o projeto e contratou a OAS. Lula ajudou também na liberação dos recursos junto ao governo de Dilma. Estimadas em R$ 296,8 milhões, as obras acabaram sofrendo aditivos e chegaram a R$ 353 milhões. O atual prefeito, Orlando Morando (PSDB), retomou as obras em 2018 e arrumou financiamento para concluí-las até o final deste ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s