Ministro da Educação já conhece a ‘mídia viciada’

O que não estão enxergando também, no episódio da nomeação do novo Ministro do MEC, é que a mídia tradicional mais uma vez se desmoralizou, ao tentar “emplacar” uns nomes aí, como Mendonça Filho (Ministro do Governo Temer), afirmando que o setor ia dar uma puxada “ao Centro”, ou que iria se “tucanizar”.

A mídia quebrou a cara feio.

Não só Bolsonaro nomeou para o Ministério uma pessoa do meio acadêmico, que já é da sua equipe e que o apoia desde sempre, e que trabalha no Governo desde a transição, como levou o MEC a dar uma guinada à direita.

A mídia tradicional não conseguiu prever isso. Se eu, aqui do meu canto, detectei que algo nesse sentido seria feito, com a analogia do “ministro-tamanduá” para me referir ao Marxismo Cultural que infesta o MEC, como os profissionais, que fazem das análises políticas o seu meio de vida, o seu “ganha-pão”, não conseguiram?

Eu mesmo respondo. É porque, além da falta de preparo intelectual, esses profissionais já se transformaram há muito, no que se refere ao Governo Bolsonaro, em meros torcedores do “quanto pior, melhor”, e em fofoqueiros e intrigueiros de plantão, que preferem ficar profetizando nomes de pessoas que não têm a menor pertinência para o cargo de Ministro, do que entender o cenário do país.

Coitado de quem ainda se guia por esses veículos de comunicação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s