Tubarões podem combater super-bactéria, dizem cientistas

Pesquisadores trabalham para coletar amostras de pele de tubarão para criar tecido resistente a infecções bacterianas.


Um grupo de pesquisadores americanos trabalha para desenvolver uma espécie de revestimento anti-bacteriano a partir da pele de tubarão. O intuito dessa iniciativa é criar um isolamento para hospitais, diminuindo os riscos de contaminação.

A pele do tubarão é composta por milhões de pequenas escamas em forma de V chamadas de dentículos dérmicos. Inicialmente, o material foi produzido para reduzir o acúmulo de micro-organismos marinhos no casco das embarcações.

Essa tecnologia chamada de sharklet foi produzida pelo americano Anthony Brennan, professor de engenharia e ciência dos materiais da Universidade da Flórida, nos EUA. Ele recebeu um pedido da Marinha Americana para pensar em maneiras de impedir a proliferação de incrustações nas embarcações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s